5 mitos sobre criação de sites que atrapalham sua empresa

26 de Fevereiro de 2018 | Fique por dentro | escrito por Diego Fernandes

A internet como conhecemos já existe há mais de 30 anos. Todos os dias acessamos diversos sites para tudo: assistir vídeos, aprender uma habilidade, dar aquela conferida nas fotos dos amigos.

Ainda assim, é muito comum acreditar em mitos sobre criação de sites que atrapalham empresários e empreendedores a atuar de forma profissional e eficiente na rede.

Neste artigo, preparei uma lista com os principais equívocos cometidos na hora de procurar um serviço de criação de site que impedem o crescimento de muitas empresas.

Criação de site é só pra empresa grande

Microempresária utilizando site de sua empresa

Começo com esse ponto porque talvez seja o principal mito sobre criação de site. Muita gente ainda acredita que site profissional é coisa pra empresa grande – ou até mesmo que precisa de CNPJ. Não é bem assim.

A Xadrez é um exemplo de quebra desse mito. Antes de montar a agência, eu era freelancer. Minha principal ferramenta para divulgar os serviços de criação de site era um website – e olha que na época, lá em 2011, eu trabalhava em casa, regime de home-office.

A internet é um ambiente muito democrático e qualquer um pode ter website. Existem serviços gratuitos (ok, não chegam a ser tão vantajosos assim. Falo sobre isso mais à frente.), bons profissionais com custos acessíveis e agências que atendem exclusivamente pequenas empresas.

A Agência Xadrez, por exemplo, é especialista em Micro e Pequena Empresa. Neste link você pode encontrar soluções para criação de site em diversos segmentos, atendendo às particularidades de cada tipo de empresa por preços e condições bem convidativos.

Vou economizar criando um site grátis

Mulher enfrentando problemas com criação de sites grátis

Costumo dizer que tem várias coisas que pagamos e não é com dinheiro. Sabe aquele ditado “O barato sai caro“?

Pois bem, geralmente o que um site grátis vai te trazer é nenhum resultado. Zero vendas, zero inscrições, zero contatos. Você não gasta nenhum dinheiro, mas gasta muito tempo (que poderia ser investido em gerenciar sua empresa, por exemplo), gera stress desnecessário e muito provavelmente mancha a reputação da sua empresa com um serviço que não é profissional.

Existem ainda outras desvantagens que são muito comuns em fazer um site grátis:

Pra piorar, no fim das contas, o site não é seu. Os dados (cadastros de clientes, pedidos, imagens, etc.) serão perdidos se você quiser mudar de empresa ou provedor de hospedagem.

Não caia nessa armadilha. Se você quer ser bem visto e gerar bons resultados para sua empresa, contrate um serviço de criação de site profissional.

Criar um site por conta própria é mais em conta

Homem com dificuldades em criar site por conta própria.

Posso começar quebrando esse mito da mesma forma como no ponto anterior: “O barato sai caro“.

Quem procura por alternativas de criação de site por conta própria acaba encontrando serviços como Wix e muitos construtores de site do tipo arraste-e-solta. E aqui estão algumas verdades sobre serviços desse tipo:

Wix

Wix é uma plataforma de criação de site que ficou muito popular por ser “barata”. Existem algumas desvantagens, mas vou mencionar só uma, que é muito séria e acredito ser o fator decisivo para desconsiderar seu uso: Sites feitos nesse serviço não são indexados pelo Google, como vários artigos mostram. Ou seja, se alguém procurar por uma empresa como a sua, você não será encontrado. Simples assim.

Construtores de site

Outro tipo de serviço muito popular e que vem ganhando espaço principalmente em provedores de hospedagem como Locaweb e UOLHost são os construtores de site.

Com eles, é possível criar sites da mesma forma como o Wix – com editores do tipo arraste-e-solte. É sim muito fácil de usar. Mas o código gerado por ferramentas desse tipo atrapalha muito no SEO (otimização para motores de busca), deixando seu site em desvantagem nas buscas do Google, por exemplo.

Outras desvantagens em fazer site por conta própria

Desenvolver um site bem-feito requer conhecimento em várias disciplinas (design, programação, marketing, redação publicitária). Se você for uma pessoa muito acima da média e domina pelo menos essas 4 habilidades, parabéns. Vá em frente e faça você mesmo. Caso contrário, o que é bem normal e comum acontecer, conte com uma agência especializada.

Foque na sua empresa, em gerenciá-la, em fazê-la crescer, em fazer as melhorias que você tem planejado. É o que você sabe fazer bem e ninguém mais vai poder fazer por você.

E mais: o dinheiro investido na criação de um site profissional vai gerar mais receita para seu negócio e muito menos stress do que tentar fazer um site por conta própria.

Depois que o site fica pronto, os clientes começam a aparecer

Homem esperando clientes aparecem depois da criação do site

Muita gente acha que depois de criar um site, é só esperar que os clientes vão aparecer e as vendas se multiplicarão. Não funciona assim. Da mesma forma que sua loja física, escritório ou consultório precisa de divulgação para que os clientes apareçam, você precisa trabalhar o marketing digital para gerar tráfego e transformar o público em clientes.

Uma boa técnica para isso é produzir conteúdo: escrever artigos sobre produtos e serviços que você oferece, fazer vídeos, movimentar as redes sociais. Sempre apontando links para seu site.

Para isso, você pode manter um blog. Não é caro (na verdade, a maioria dos sites que fazemos para nossos clientes já conta com essa ferramenta), não exige conhecimentos técnicos de programação ou design e vai melhorar bastante seu site nas buscas do Google.

Mas pense bem, se você mesmo vai escrever no blog, é preciso o mínimo de dedicação: preparar um calendário, planejar pauta, pesquisar. Além disso, é preciso saber escrever bem, de forma otimizada e com um bom português.

Escrevendo uma vez por semana já é possível gerar bons resultados a médio/longo-prazo. Com a prática, você chega lá. E se precisar de ajuda, conte com a gente.

Dicas simples de marketing digital para colocar em prática agora mesmo

Publicou um novo artigo no blog? Compartilhe o link nas redes sociais sempre.

Vá onde seu público está:

Trabalhe em conjunto com sites de serviços do segmento de sua empresa. Exemplos: se você tem uma pousada, esteja no Booking.com, TripAdvisor, etc. Tem imobiliária? Esteja no VivaReal, OLX, ZAP Imóveis, etc.

Não precisa otimizar para dispositivos móveis

Diferença entre site responsivo e site não otimizado para mobile

Esse é um mito de criação de site que chega a ser difícil de acreditar. Mas acontece bastante. Mesmo sabendo que estamos o tempo todo no celular, ainda tem gente que não se importa em preparar o site para funcionar bem em dispositivos móveis.

Os hábitos de consumo mudaram bastante. E aqui vai um dado importante: desde 2016, o número de acesso à internet por smartphones ultrapassou o desktop (computadores de mesa e notebooks).

Mais um dado importante: Google prioriza sites responsivos – que se adaptam a diversos tipos de dispositivo.

Estamos pesquisando sobre todo tipo de assunto a todo momento com nossos smartphones. Site que não é responsivo gera uma experiência ruim, afastando seu público de se tornar cliente.

É preciso pagar manutenção do site

Esse assunto é um pouco confuso para grande parte de pessoas que procuram por criação de sites. E quase todo cliente novo tem essa mesma dúvida. Explico melhor:

Durante muito tempo a concepção era de que você precisava pagar a alguém para “manter o site”. Esse serviço incluía um provedor de hospedagem, eventuais atualizações de conteúdo (imagens, textos, etc.) e correções de problemas.

Isso fica no passado muito distante.

Aqui na Agência Xadrez produzimos sites em que você mesmo pode fazer a atualização de conteúdo. Nós utilizamos o software WordPress para você fazer tudo isso de forma simples e segura, sem precisar de conhecimento técnico. Assim, você não precisa pagar por manutenção, é um serviço opcional.

A única coisa que você precisa pagar, independente da agência ou freelancer contratado, é um provedor de hospedagem. Todo site precisa “guardar” os arquivos em algum provedor para funcionar online – essa é a finalidade do provedor.

Nós oferecemos um ano de hospedagem grátis para novos clientes.

Concluindo

Você pode tentar fazer por conta própria e ver se consegue algum resultado, mas o aconselhável é sempre contar com ajuda profissional. Criação de site é um processo contínuo: criar, fazer marketing, analisar os resultados e melhorar sempre. Espero que o artigo tenha te ajudado a escolher o melhor caminho para fazer o site de sua empresa.

Tem algum outro ponto que você acha importante e não foi abordado? Ficou alguma dúvida? Entre em contato. Se preferir, deixe seu comentário.


Diego Fernandes

Diego Fernandes é fundador da Agência Xadrez e atua como diretor de negócios.
É um grande entusiasta da plataforma WordPress e adora falar sobre produtividade e empreendedorismo.

Artigos do autor

Tags: ,

Deixe seu comentário