Por que não devo contratar meu sobrinho para fazer um site?

Fique por dentro | escrito por Diego Fernandes

Quando você precisa fazer um site, um serviço de design ou de marketing para a internet, seja para escrever um post de blog, ou até mesmo publicar um anúncio nas redes sociais, pode parecer bastante tentador pagar muito mais barato deixando o negócio em família, não é mesmo?

Entretanto é preciso tomar cuidado na forma de economizar. É muito fácil cair na tentação de “contratar um sobrinho” – expressão bastante utilizada entre os profissionais de criação que significa pedir a algum conhecido ou familiar que “mexe com internet” ou “é bom de Photoshop” para realizar o serviço profissional que a sua empresa precisa. Mas vamos entender melhor o que você estará fazendo ao contratar o sobrinho.

Área de trabalho com celular exibindo um site e um computador exibindo como fazer um site

Você tem um sobrinho que “mexe com internet”?

Na imensa maioria das vezes, contratar o sobrinho é um erro que pode comprometer a credibilidade e, consequentemente, a performance de sua empresa. É como aquela frase já bastante conhecida: O barato sai caro.

A presença digital é conquistada de forma profissional e somente profissionais experientes podem entregar um projeto que preencha os requisitos para isso.

Contratando profissionais para fazer um site

Sites e blogs são ferramentas de marketing digital. Ou seja, são desenvolvidos para atender objetivos do negócio. Parece óbvio, mas grande parte dos empreendedores não costuma levar isso em consideração, pensando primeiramente (se não exclusivamente) na estética e na estrutura pensada de acordo com seu próprio ponto de vista.

A criação de um site exige uma equipe multidisciplinar, conforme contei neste artigo. São diversos profissionais, cada um atuando em uma área específica, com conhecimentos necessários e muita experiência para que o site funcione da mais perfeita forma, com o melhor da tecnologia e, consequentemente, gerando resultados.

A criação de website envolve diversas áreas. Algumas delas:

Telas de diversos sites

Você pode estar se perguntando porque é necessário, por exemplo, um redator publicitário. Acontece que hoje em dia a maior parte dos seus novos clientes provavelmente virão de buscas de internet. E como eles acabam chegando ao seu site? Fundamentalmente por conta do conteúdo.

Os resultados de buscas do Google são gerados através do conteúdo encontrado em seu website. Ou seja, textos produzidos por um redator que, em conjunto com profissionais de marketing, saberão quais os termos e palavras-chave inserir para exibir o site nas primeiras posições.

Chamando um sobrinho pra fazer seu site

Na maioria das vezes, os sobrinhos até possuem realmente algumas habilidades. Mas certamente falta a estrutura, experiência e técnicas apuradas de marketing – e seu negócio é quem vai sofrer as consequências.

Existem aqueles erros mais flagrantes, como utilizar domínios e hospedagens gratuitas, além de construtores de sites que deixam seu site fora das buscas do Google (ou seja, fora da internet). Outros erros que apenas profissionais podem notar, mas eles vão impactar o seu alcance e a sua credibilidade online. O público também vai notar o amadorismo no trabalho. E sabem o que eles costumam pensar?

O seu negócio pode ficar com fama de amador, mesmo sendo um negócio profissional, apenas porque você negligenciou o seu aspecto online.

Dentre as inúmeras perdas, deixando de contar com profissionais, você abre mão também de:

Criar um site com uma agência custa mais?

Certamente toda a estrutura de uma agência de criação de sites tem um custo maior do que contar com “alguém que mexe com sites“. Uma equipe de profissionais não consegue competir com sobrinhos.

Por outro lado, o investimento em serviços profissionais trazem muito mais resultados do que serviços amadores. Sem contar com o suporte e garantias que só uma empresa pode oferecer.

Projetos profissionais não dão espaço para sites amadores. Pense nisso antes de chamar um sobrinho.


Diego Fernandes

Diego Fernandes é fundador da Agência Xadrez e atua como diretor de negócios.
É um grande entusiasta da plataforma WordPress e adora falar sobre produtividade e empreendedorismo.

Artigos do autor

Tags:

Deixe seu comentário